Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Temposnotempo

Este é um blogue instrumental, feito sem veleidades. Penso nos meus alunos e na forma de o usar para lhes ser útil: experiência que se quer alimentada de experiências... e de invenções dos tempos que não temos tempo para ter...

Este é um blogue instrumental, feito sem veleidades. Penso nos meus alunos e na forma de o usar para lhes ser útil: experiência que se quer alimentada de experiências... e de invenções dos tempos que não temos tempo para ter...

Temposnotempo

10
Jan10

A Arte dos Antigos Egípcios

temposnotempo

 

O Faraó Akhenaton (1353?-1336?) e sua mulher Nefertiti (c. 1380-1345 a.c.)

 

Interessa a todos: descobri no Youtube este vídeo com um repositório de imagens sobre a arte egípcia antiga - e não só! - fantástico: arquitectura, escultura, pintura, baixos-relevos, papiros, ourivesaria, mobiliário, etc. etc.

 

É talvez um pouco longo demais, mas já sabem que podem corrê-lo como pretenderem e pararem-verem onde mais vos interessar.

 

 

 

07
Jan10

A Civilização Egípcia

temposnotempo

 

     Falámos das pirâmides egípcias vendo material fílmico "arrepiante", relativamente ao grupo mais conhecido, estudado e falado: as três grandes pirâmides de Gizé a de Kéops (Kufu), Kéfren e Mikerinos (Menkaure). Há muitas mais para além delas. Falaremos disso.

 

     Hoje atraem milhões de turistas de todo o mundo. Há quatro mil e quinhentos anos atrás, depois dos funerais dos Faraós e família, começaram a atraír, sobretudo, os ladrões de túmulos que, como viram, trataram de "limpar" delas todas as riquezas que puderam, e que lá foram depositadas para apoiar a vida eterna dos seus ocupantes- e não só das pirâmides como vamos ver -,  aproveitando as possibilidades das diferentes épocas e circunstâncias.

 

     Deixo-vos algumas outras imagens reveladoras da sua estrutura e dimensão - a maior, a de Kufu, mede qualquer coisa como 147 metros (um prédio de 50 andares, aproximadamente).

 

http://www.millenniumsistemas.com.br/sites/orionbelt/imagens/piramides_perfil_largo.jpg

 

Vistas do espaço, através das lentes de um satélite:

 

pyramids_min.jpg

http://images.google.pt/imgres?imgurl=http://www.evanog.com/press/wp-content/uploads/2007/10/pyramids_max.jpg&imgrefurl=http://www.evanog.com/press/%

 

Vistas com a sua muda guardiã - a Grande Esfinge:

 

 

 

Vista (a de Kufu) por dentro, em esquema:

 

 

 

 

Imaginadas no seu esplendor, com as ligações aos templos de apoio, junto ao rio Nilo:

 

As Pirâmides do Egito.Imagem: students.fct.unl.pt

 

http://images.google.pt/imgres?

06
Nov09

Arte móvel paleolítica

temposnotempo

  "Vénus" de Lespugne (França)

 

 

As obras de arte produzidas pelos sapiens-sapiens do Paleolítico Superior são, como vimos, surpreendentes.

 

Deixo-vos uma selecção, para aprofundarem o que já foi estudado, mas também para que façam as vossas próprias pesquisas!

 

 Rússia (dentes de mamute)

 

Grimaldi "Vénus" de Grimaldi (Itália) - pedra

 

Dolni Vestonice  "Vénus" de Dolni Vestonice (República Checa) - barro

 

Bourret’ Rússia (marfim) - atenção ao vestuário!
 
Avdeevo N° 76 "Vénus" - Rússia (marfim)
 
  Bisonte - barro
 

 

06
Nov09

Arte paleolítica

temposnotempo

  Gruta de Lascaux

 

 

Sobre o assunto vejam, no blogue, o post publicado em 1/12/08 - "Arte Pré-Histórica na Europa", que tem links para AS GRUTAS com pinturas que destacámos - incluindo as de Cosquer (a submarina) -  e ainda para as gravuras de Foz Côa.

 

Podem aceder-lhe facilmente se nas etiquetas - "Tags"  (coluna à direita)  - escolherem "Pré-História.

 

    Gravura em Foz Côa

 

 

 

 

 

 

 

 

24
Fev09

Surrealismo vivo...

temposnotempo

cruzeiro_seixas.jpg

Dizia-vos na aula que o Surrealismo está vivo.

 

Exemplos para um dos fundadores do surrealismo português e um dos nossos mais importantes pintores e poeta: Cruzeiro Seixas (1920)

 

 

Era um pássaro alto como um mapa
e que devorava o azul
como nós devoramos o nosso amor.

Era a sombra de uma mão sozinha
num espaço impossivelmente vasto
perdido na sua própria extensão.

Era a chegada de uma muito longa viagem
diante de uma porta de sal
dentro de um pequeno diamante.

Era um arranha-céus
regressado do fundo do mar.

Era um mar em forma de serpente
dentro da sombra de um lírio.

Era a areia e o vento
como escravos
atados por dentro ao azul do luar.


cruzeiro seixas
em "áfricas", 1950,
poema integrado no 1º caderno do centro de estudos do surrealismo,
da fundação cupertino de miranda, de vila nova de famalicão
in público, sábado, 2 de dezembro de 2000

(in http://canaldepoesia.blogspot.com/2008/10/cruzeiro-seixas-poema.html)

 

 

Mais sobre mim

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2011
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2010
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2009
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2008
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D