Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Temposnotempo

Este é um blogue instrumental, feito sem veleidades. Penso nos meus alunos e na forma de o usar para lhes ser útil: experiência que se quer alimentada de experiências... e de invenções dos tempos que não temos tempo para ter...

Este é um blogue instrumental, feito sem veleidades. Penso nos meus alunos e na forma de o usar para lhes ser útil: experiência que se quer alimentada de experiências... e de invenções dos tempos que não temos tempo para ter...

Temposnotempo

25
Jan09

De regresso...

temposnotempo

   Cecília, 1882                   

                                                                                                                  Henrique Pousão

 

Depois de uma paragem por não haver mesmo tempo e a gestão dele implicar a (di)gestão de outras prioridades, vai o blogue tentar reanimar-se.

 

2009 entretanto chegou e instalou-se! Impossível não o ver definir-se sem uma certa inquietação na barriga, sabido como está que muito do que nos trará vai implicar o aumento das dificuldades de muitos. De crise se fala e se falará, resta saber por quantos anos mais e com que consequências ( a tal - mas outra - de que ouvimos falar desde que este século é século e que nos prometeram, por cá, que estaria debelada em 2004, depois 2005...).

 

Mas, olhando noutras direcções, será mais um ano de muitas efemérides: será o dos 40 anos da chegada do homem à lua...; das comemorações redondas de nascimentos e mortes de músicos determinantes da história da música: Haydn, Mendelssohn, Haendel... e de tudo o mais que se quiser (há dias os 80 anos de Luther King, p.e.), consoante a região, a História, a religião, a cultura...

 

Entre nós, destaco uma que decorreu há dias: os 150 anos do nascimento de Henrique Pousão (1859-1884. Morreu demasiado jovem. Tinha imenso talento! Comprovem-no pesquisando mais sobre a sua vida e obra. Deixo apenas dois exemplos.

 

 

 

Casas Brancas de Capri (1882)

 

Mais sobre mim

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2011
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2010
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2009
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2008
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
Em destaque no SAPO Blogs
pub