Este é um blogue instrumental, feito sem veleidades. Penso nos meus alunos e na forma de o usar para lhes ser útil: experiência que se quer alimentada de experiências... e de invenções dos tempos que não temos tempo para ter...
23.2.11

 

Foi notícia há 20 anos: fortuitamente, junto à margem no Canal de Mira (não muito longe, visualmente falando, do ancoradouro do navio Santo André que vamos visitar), perto da Ponte da Barra, apareceram os destroços de um navio que logo se pressentiu ser do tempo das descobertas.

 

Após 4 rigorosas datações das madeiras pelo método do Carbono 14, chegou-se a uma data: meados do século XV!

 

Depois de campanhas de levantamento topográfico dos achados (debaixo de água, atenção!, tarefa, portanto, para os arqueólogos subaquáticos, no caso chefiados pelo professor Francisco Alves) e de levantamento dos restos do madeirame do navio (para além das centenas de peças de cerâmica comum que constituiam a sua carga na altura do seu afundamento - incêndio, ao que parece), chegou-se a uma certeza: tratava-se de um pequeno navio de carga e de cabotagem, de construção local, mas já com características que o aproximam de uma caravela dos descobrimentos.

 

 

 

Réplica de uma Caravela - a Caravela Vera Cruz, de 2000.

 

Este navio, baptizado com a designação "Ria de Aveiro A", "constituiu o mais antigo e bem preservadop vestígio da tradição ibero-atlântica conhecido à escala internacional" (do livro "Um Mergulho na História - O navio do século XV Ria de Aveiro A", edição do Museu Marítimo de Ílhavo e do Centro Nacional de Arqueologia Náutica e Subaquática, 2004).

 

 

 

 

 

Em 1993 surgiu um novo achado: no Canal principal da Ria, algures entre a Lota e o Clube Naval de Aveiro, foram localizados os restos de um outro navio - o "Ria de Aveiro B" - também associado a um carregamento de cerâmica comum e que também foi alvo de estudos pormenorizados.

 

Deixo-vos algum material fotográfico.

 

 

 

 

 

 Vejam também: http://barramar.blogspot.com/2007/10/tesouros-escondidos-na-ria-de-aveiro.html

 

 

Quando estivermos na amurada do Santo André, e olharmos a Ria valerá a pena pensar: quantos navios e segredos escondem ainda as águas desta laguna fantástica que é a Ria de Aveiro?

 

 

 

 

 http://www.caestamosnos.org/Oceanos_e_Grandes_Rios/Bloco7.html

 

 

 

 

 

 http://toponimia-e-tudo-mais.blogspot.com/2009_10_01_archive.html

 

 

 

 

link do postPor temposnotempo, às 21:54  comentar

8.12.10

 

Falar hoje da TERRA é "canja"!!

 

Saber como ela é ainda mais!!

 

Querem vê-la?

 

 

http://www.ccvalg.pt/astronomia/sistema_solar/terra.htm  (visitem! É espectacular!)

 

 

Algumas dúvidas sobre a sua forma, partes que a compõem - continentes, oceanos, mares, planícies, etc. etc.. - atmosfera que a cerca, etc.?

 

Hoje já não!

 

As fotografias tiradas do espaço pelos astronautas e pelos satélites desvendam-na! Comprovam-na (como se fosse preciso!!...)! Sabem-se distâncias, velocidades de rotação, desenhos de órbitas, composições químicas, e por aí fora!!

 

Ficheiro:The Earth seen from Apollo 17.png  

 

1ª foto da Terra tirada do espaço - Tripulação da Apolo 17 - 7/12/1972

 

http://pt.wikipedia.org/wiki/A_Bolinha_Azul

 

 

Mas, perguntam: e isto tudo porquê?

 

Bem tirem as vossas conclusões!! Na aula, depois, falamos!!

 

 

 

 

"Um mapa-múndi do século XV, copiado de uma versão do século XIII, com um esboço da costa setentrional dos Estados Unidos".

http://pt.wikipedia.org/wiki/Wikipedia:Imagem_em_destaque/Dezembro_de_2007

 

 

"Cosmografia" de Ptolomeu (século I-II d.c.) - edição de 1482

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Mapa-mundi de Henricus Martellus - c. 1490

 

 

 

 

 

 

 

 

http://www2.crb.ucp.pt/historia/abced%C3%A1rio/dias/desenvolvimento/index.htm

 

 

 

 

 

 

 

 

Este mapa de Martin Waldseemüller (1470-1521), do início do século XVI,  é o único exemplar conhecido deste mapa-múndi em particular, e contém uma das primeiras aparições do nome “América”. O mapa é geralmente conhecido como o “Mapa do Almirante”, pois em certa época, acreditou-se ter sido obra de Colombo, a quem frequentemente se referiam como “Almirante”. Waldseemüller foi um estudioso e cartógrafo alemão que, em 1507, publicou Cosmographiaie Introductio (Introdução à cosmografia), na qual sugeria que o Novo Mundo fosse chamado de “América”. No mesmo ano, Waldseemüller e seus colegas em Saint Die, na França, compilaram o primeiro mapa do mundo que mostrava o Hemisfério Ocidental como um continente distinto, atribuindo-lhe o nome de América. Este mapa foi feito algum tempo depois de 1507".

 

http://blig.ig.com.br/geomarcelocoelho/2009/04/23/63/

 

 

 

Planisfério português, dito de "Cantino" - c. 1502

 

http://alcatruz.blogspot.com/2009/10/portugal-e-o-mundo-rever-exposicao.html

 

 

link do postPor temposnotempo, às 18:01  comentar

20.10.08

Sopram ventos de feição para a Arqueologia portuguesa: depois de uma equipa da Universidade de Lisboa ter descoberto no sítio arqueológico de Mesas de Castelinho, Almodôvar, em 5 de Setembro, uma sensacional estela funerária, soube-se agora que o navio - nau? galeão? da carreira das Índias - encontrado em Abril na costa da Namíbia é, de facto, português e tem dentro de si achados da maior relevância científica (dando de barato que os 70 milhões de euros de que se fala serão de menor relevância...) - estruturas do próprio navio, astrolábios, lingotes de ouro e prata, várias toneladas de cobre, 2500 moedas portuguesas e espanholas, canhões, pistolas, espadas, 50 dentes de marfim e objectos de navegação variados...

 

 

Voltarei com mais dados sobre um e outro. Entretanto informem-se! São descobertas da maior importância, daquelas capazes de abrir novas janelas sobre o passado e, por isso, bem capazes de o recrearem, para nossa fortuna (intelectual, já se vê...).

link do postPor temposnotempo, às 22:09  comentar


Novembro 2011
D
S
T
Q
Q
S
S

1
2
3
4
5

6
7
8
9
10
11
12

13
14
15
16
17
18
19

20
21
22
23
24
25
26

27
29
30


Novembro 2011
D
S
T
Q
Q
S
S

1
2
3
4
5

6
7
8
9
10
11
12

13
14
15
16
17
18
19

20
21
22
23
24
25
26

27
29
30


contador
blogs SAPO