Este é um blogue instrumental, feito sem veleidades. Penso nos meus alunos e na forma de o usar para lhes ser útil: experiência que se quer alimentada de experiências... e de invenções dos tempos que não temos tempo para ter...
24.11.08

 

É velha a máxima: "a História faz-se com documentos"!... mas há casos em que convém dizer com as palavras (deliciosas) de Lucien Fevbre:  "quando os há"!...

 

Pois... porque, alguns - muitas vezes dos mais preciosos, pelo que escondem -, só os há mesmo de vez em quando,  somente nos momentos em que a força do tempo decorrido lhes tira os carimbos de "top secret", ou (simplesmente) "confidencial". Em Portugal a regra geral aponta para os 35 anos de protecção, mas para os tais "especiais" chega aos 50. E pense-se na importância da disponibilização para os historiadores de arquivos como os de Salazar, Caetano ou Pide, ou da 2ª Guerra Mundial, dos nazis, do Holocausto, dos poderes soviéticos, do FBI, dos da Guerra do Golfo, ou dos que no futuro esclarecerão a invasão do Iraque, as políticas espaciais, os programas nucleares e por aí fora.

 

Em Abril passado um livro português trouxe bem à tona estes assuntos: Portugal Classificado - documentos secretos norte-americanos, 1974-75.

 

Há uns anos - início do século - foi libertada variada documentação dos arquivos da Ford Library que acolhe arquivos do período da presidência de Gerald Ford  (1974-77) e da acção do Secretário de Estado  Henry Kissinger (1973-77). O jornalista Nuno Simas embrenhou-se fundo neles e pôde, por isso, trazer a lume documentação inédita que confirma com novos dados o que outras investigações já tinham comprovado: o enorme envolvimento directo dos EUA na política portuguesa, logo após o 25 de Abril de 1974, com  a finalidade de impedir a afirmação da presença soviética durante o processo revolucionário (e isto no quadro mais geral da "Guerra Fria" , que marcava as relações entre as duas (opostas) super-potências e seus múltiplos aliados, nesses anos).

 

Apenas um exemplo: pela primeira vez é possível saber o que disseram Vasco Gonçalves e Costa Gomes nos encontros com Ford e Kissinger. Ou o que comentavam sobre Portugal o presidente e o secretário de Estado norte-americanos nas suas conversações com líderes mundiais. (p.13)

 

 

link do postPor temposnotempo, às 23:19  comentar

Novembro 2008
D
S
T
Q
Q
S
S

1

2
3
4
5
6
7
8

9
11
12
14
15

16
17
18
19
20
21
22

23
26
27
28
29

30


Novembro 2008
D
S
T
Q
Q
S
S

1

2
3
4
5
6
7
8

9
11
12
14
15

16
17
18
19
20
21
22

23
26
27
28
29

30


contador
blogs SAPO