Este é um blogue instrumental, feito sem veleidades. Penso nos meus alunos e na forma de o usar para lhes ser útil: experiência que se quer alimentada de experiências... e de invenções dos tempos que não temos tempo para ter...
6.11.08

      O jornal Expresso de 18 de Outubro publicou um artigo sobre este assunto dando voz ao arqueólogo Francisco Alves que participou nas escavações e nos trabalhos de levantamento e registo dos achados.

 

      Para as diversas perguntas que se têm colocado sobre a nacionalidade do navio e a época dos achados, Francisco Alves traz a resposta: uma (nada) simples moeda (entre os milhares que foram resgatadas)!!

 

      Nada mais, nada menos do que um "português", a moeda de ouro mais cara cunhada na época: "O tipo de carga, pelas suas características particulares, já indicava que a embarcação seria portuguesa, mas a moeda define-o claramente e consegue datar o naufrágio, pois no seu reverso está escrita a data da cunhagem, Outubro de 1525"

(Francisco Alves).

 

Apresentação em Flash PLayer

 

 

 

 

 

     Sobre esta moeda, cunhada em Portugal - com o ouro africano da feitoria da Mina - entre 1493 e 1538,aconselho vivamente uma publicação online do Banco de Portugal.

 

 

 

 

É uma delícia! Espreitem! Vale a pena!

 

http://www.bportugal.pt/servs/museu/OPortugues_flash.htm

 

 

 

link do postPor temposnotempo, às 22:49  comentar

Novembro 2008
D
S
T
Q
Q
S
S

1

2
3
4
5
6
7
8

9
11
12
14
15

16
17
18
19
20
21
22

23
26
27
28
29

30


Novembro 2008
D
S
T
Q
Q
S
S

1

2
3
4
5
6
7
8

9
11
12
14
15

16
17
18
19
20
21
22

23
26
27
28
29

30


contador
blogs SAPO