Este é um blogue instrumental, feito sem veleidades. Penso nos meus alunos e na forma de o usar para lhes ser útil: experiência que se quer alimentada de experiências... e de invenções dos tempos que não temos tempo para ter...
14.11.10

  Metralhadora Gatling

 

 http://www.atiradoresecolecionadores.com/artigo15.html

 

 

Definição

 

Metralhadora é o nome que se dá à arma de fogo automática que em pouco tempo dispara numerosos projeteis de calibre inferior a 20 mm, análogos aos dos fuzis e demais armas portáteis.

A cadência estimada de tiro de uma arma automática, pode variar de 350 a 600 TPM(tiros por minuto).

Origem

Aperfeiçoadas no final do século XIX, e principalmente depois da Primeira Guerra Mundial, as metralhadoras foram dotadas de grande precisão até 2.000 metros e armam a infantaria, os carros blindados e os aviões. Na primeira guerra mundial a França pensava que as metralhadoras não fariam diferença alguma na guerra, tal o número de soldados que possuía; assim, os franceses atacaram os alemães e logo recuaram com milhares de mortos e o dobro de feridos, sendo que ao longo dos anos as metralhadoras foram se aperfeiçoando e tornando-se ainda mais mortais.


História

 
A partir da década de 1870, surgiu uma competição internacional para a criação de uma arma simples, barata, confiável e que disparasse mais de um tiro de rifle por vez, de forma automática.

O engenheiro John Gatling criou uma arma com essas especificações, e que posteriormente levou o seu nome, a metralhadora Sistema Gatling . A gatling possuía seis canos, cada um com uma agulha de percussão, e que giravam em torno de um eixo comum, accionadas manualmente por uma manivela.

As balas, situadas em um recipiente acima dos canos, caíam nestes; ao chegar ao topo do giro, os percussores detonavam a bala. Na parte de baixo da estrutura, havia uma abertura, por onde os estojos usados caíam.

A metralhadora de Gatling alcançava uma taxa de disparo de até 200 tiros por minuto. Mas, apesar de ter feito muito sucesso, ela não era uma arma realmente automática, pois o atirador ainda precisava girar manualmente o conjunto. As gatlings até foram usadas em umas poucas ações do século XIX (como a Guerra da Secessão), mas ficaram obsoletas antes do fim do século devido a uma outra invenção:a metralhadora estilo Maxim.

 

 

 

http://imagenshistoricas.blogspot.com/2009/11/primeira-guerra-mundial.html

 

 

Mais tarde…

 
A metralhadora que satisfez aos requisitos iniciais foi inventada no início da década de 1890 por Sir Hiram Maxim. Esta possuía apenas um cano, mas era bem mais eficiente. A bala, ao ser detonada, libera energia tanto para frente (empurrando o projétil) quanto para trás (o coice). A metralhadora de Maxim usava esse coice para extrair o estojo usado, reengatilhar o precursor, capturar um cartucho fresco e posicioná-lo para o disparo. Tudo isso acontecia ininterruptamente, até que acontecessem duas coisas: (1) o estoque de cartuchos frescos acabasse ou (2) o gatilho fosse solto, o que prendia o percussor e não o deixava se projetar em direção ao cartucho.

Com uma velocidade de até 600 tiros por minuto, as metralhadoras estilo Maxim mudaram o futuro das guerras, com um mecanismo capaz de despejar, em um segundo, até dez balas sobre o inimigo.

A primeira demonstração do poder das metralhadoras veio em meados da década de 1890, no Sudão, na época, uma colônia do império Britânico. Durante uma rebelião dos colonos, alguns poucos soldados ingleses abateram, com metralhadoras, 15 mil sudaneses, estes armados com lanças e mosquetes.

Fontes: Wikipédia.com

 

Bernardo Guimarães               

 

9ºC                                     

 

link do postPor temposnotempo, às 19:19  comentar

Novembro 2010
D
S
T
Q
Q
S
S

1
2
3
4
5
6

7
8
9
10
12
13

15
18
19
20

21
22
23
24
25
26
27

28
29
30


Novembro 2010
D
S
T
Q
Q
S
S

1
2
3
4
5
6

7
8
9
10
12
13

15
18
19
20

21
22
23
24
25
26
27

28
29
30


contador
blogs SAPO