Este é um blogue instrumental, feito sem veleidades. Penso nos meus alunos e na forma de o usar para lhes ser útil: experiência que se quer alimentada de experiências... e de invenções dos tempos que não temos tempo para ter...
13.10.10

 

 

 

 

 

 

 

 

                                                            

 

Música na Idade Média! Um tema vasto e delicioso!

 

Para o tempo que atravessamos nesta fase do 8º ano - séculos XI-XIII - , temos no lado da cultura erudita (a das Cortes, dos Reis e da nobresa; a religiosa) a época da afirmação dos Trovadores. Os mais importantes - Adam de la Halle, Bernard de Ventadour e vários outros - são franceses, das terras do sul. São nobres letrados que escrevem as letras e as músicas das suas canções, falando das Cruzadas, das amadas, da Primavera ou da Virgem. Mas este estilo musical espalhou-se por quase toda a Europa, Portugal incluído.

 

No campo da cultura popular, a cultura do povo dos burgos, das cidades ou dos campos, os ritmos são outros, quase sempre mais ritmados e dançantes, adequados ao clima de festa que se associava às romarias e aos mercados-feiras onde se reuniam as gentes e cantores populares ou jograis. Nestes séculos foram moda géneros com as "estampidas" (flauta e tambor), os "virelai", os "rondós", as "frottola", os saltarellos, os "vilancicos", etc..

 

 - Do grupo português "Strella do Dia":

 

 

 

- Dos Trovadores:

 

 

 

 

 - Outros exemplos:

 

 

 

 

 

 

Os instrumentos? Harpas, saltérios, liras, violas de arco, sanfonas, alaúdes, guitarras, trombetas, cornetas, flautas, etc. etc..

 

 

 

Espero que gostem destes exemplos que procurei, dentro dos disponíveis.

 

 

link do postPor temposnotempo, às 22:49  comentar

De Anónimo a 26 de Outubro de 2010 às 17:05
Adorei esta parte sobre a música medieval...principalmente a cantiga de amor do rei D. Dinis. Apesar de não ser a matéria que estamos a dar tenho muito interesse nesta.

Inês Andrade - 9ºA

De temposnotempo a 26 de Outubro de 2010 às 19:53
Fico contente Inês. Estou a tentar ter tempo para colocar outros exemplos.
Esta é uma outra "matéria": é aquela que toca em cada um de nós, que nos enriquece como pessoas.
Prof.

Outubro 2010
D
S
T
Q
Q
S
S

1
2

3
4
5
6
7
8
9

15
16

17
18
19
20
21
22
23

25
26
27
28
29
30



Outubro 2010
D
S
T
Q
Q
S
S

1
2

3
4
5
6
7
8
9

15
16

17
18
19
20
21
22
23

25
26
27
28
29
30



contador
blogs SAPO