Este é um blogue instrumental, feito sem veleidades. Penso nos meus alunos e na forma de o usar para lhes ser útil: experiência que se quer alimentada de experiências... e de invenções dos tempos que não temos tempo para ter...
4.7.09

Talvez inspirado pela angulação da luz, pelo verão da sua luminosidade e calor, olho para o dia e para a multiplicidade dos seus muitos vividos dias:

 

- 4 de Julho de 1776:

Em Filadélfia, o Congresso Continental adopta a Declaração de Independência que faz nascer os Estados Unidos da América, em rebelião declarada contra os colonizadores britânicos. Depois de assinada em 2 de Agosto consolidou a vontade firme das 13 colónias de ganharem a guerra de independência, reconhecida em 1783, formalmente, pela potência colonizadora, em Paris.

  

 

4 de Julho de 1821:

Regressam a Portugal D. João VI e a sua Corte, depois dos 13 anos de Brasil e do muito que essa decisão, tomada na sequência da entrada dos franceses em Portugal (Junot - 1807), irreversivelmente provocou: a Revolução Liberal de 1820 e as convulsões posteriores que levaram à instalação definitiva de uma monarquia constitucional; a independência do Brasil em 1822.

 

- 4 de Julho de 1987:

É condenado, em França, a prisão perpétua por crimes contra a Humanidade durante a Segunda Guerra Mundial, Klaus Barbie, o "carniceiro de Lyon".

     

 

- 4 de Julho de 1997:

A sonda americana "Pathfinder" aterra em Marte. No mesmo dia foram postas a circular na Internet várias imagens transmitidas pela nave.

 

     

 

-4 de Julho de 2004:

Na final do Euro 2004 - Campeonato Europeu de Futebol, realizado em Portugal - Portugal perde com a Grécia por 1-0.

 

 

- 4 de Julho de 2009:

 

  Começo da 96ª edição (a 1ª foi em 1903) da maior prova de ciclismo do circuito mundial. Três semanas, 21 etapas, 3500 Km para as pernas (e coração) dos 199 ciclistas de 20 equipas. 

 

 

Seul, 04 Jul (Lusa) - A Coreia do Norte, recentemente condenada pela ONU por um ensaio nuclear, realizou hoje um disparo experimental de um sexto míssil de curto alcance, anunciou o estado-maior do exército sul-coreano.

Os seis engenhos balísticos, de um alcance avaliado por Seul entre 400 a 500 quilómetros, foram lançados no mar do Japão e em violação das resoluções do Conselho de Segurança da ONU, que proibem o regime norte-coreano de realizar qualquer ensaio nuclear ou disparo de míssil.

Estes novos disparos ocorrem dois dias depois de testes idêntidos, mas o alcance dos tiros de quinta-feira foi estimado em 120 quilómetros.

 

 

link do postPor temposnotempo, às 11:39  comentar

Julho 2009
D
S
T
Q
Q
S
S

1
2
3
4

5
6
7
8
9
10
11

12
13
14
15
16
17
18

19
20
22
23
24
25

26
27
28
29
30
31


Julho 2009
D
S
T
Q
Q
S
S

1
2
3
4

5
6
7
8
9
10
11

12
13
14
15
16
17
18

19
20
22
23
24
25

26
27
28
29
30
31


contador
blogs SAPO