Este é um blogue instrumental, feito sem veleidades. Penso nos meus alunos e na forma de o usar para lhes ser útil: experiência que se quer alimentada de experiências... e de invenções dos tempos que não temos tempo para ter...
14.10.09

Também foi prometido para os oitavos: deixar uma ponte para o filme "O Nome da Rosa", realizado pelo Jean-Jacques Annaud, em 1986, tendo por protagonista Sean Conery, rosto (e corpo) de vários filmes da saga "007".

 

É um óptimo exemplo do que pode fazer a arte do Cinema pelo passado, pela História: imaginar como foi, face aos documentos, aos vestígios que dele nos chegaram; recriar, isto é, tentar colocar-nos perante pessoas, sentimentos, sensações, paisagens, mentalidades, modos de vida, técnicas, formas de arte, etc., etc..

 

Sobre o filme têm uma boa explicação no manual do 7º - p. 173. É uma história bem pensada, que decorre na primeira metade do século XIV, e que tem origem no livro, com o mesmo título, de 1980, do escritor Humberto Ecco e que teve um enorme sucesso mundial (bem antes dos Harry Potters & Cª).

 

Fiquem com dois aperitivos. Para verem a versão original requisitem na BE da escola (VHS) ou Na Biblioteca Municipal (DVD).

link do postPor temposnotempo, às 17:43  comentar

Outubro 2009
D
S
T
Q
Q
S
S

1
2
3

4
5
6
7
8
9
10

11
12
13
16
17

18
19
20
22
23
24

25
26
27
28
29
30
31


Outubro 2009
D
S
T
Q
Q
S
S

1
2
3

4
5
6
7
8
9
10

11
12
13
16
17

18
19
20
22
23
24

25
26
27
28
29
30
31


contador
subscrever feeds
blogs SAPO