Este é um blogue instrumental, feito sem veleidades. Penso nos meus alunos e na forma de o usar para lhes ser útil: experiência que se quer alimentada de experiências... e de invenções dos tempos que não temos tempo para ter...
25.4.09

 

 

 

 

link do postPor temposnotempo, às 10:24  comentar

21.4.09

 

Vamos a Lisboa na próxima quinta, dia 23. Está combinado!

 

Uma autocarro andará sempre por lá: Museu Berardo de manhã; o teatro de Gil Vicente de tarde.

 

O outro, antes de Lisboa e do teatro "aterrará" no... Museu do Ar, em Alverca!

 

Imagem

 

 

Deles já falámos! Mas a net tem esta vantagem de nos levar lá... antes de lá podermos chegar!

Ficam pois umas achegas complementares.

 

http://www.museuberardo.pt/coleccao.html

 

 

Centro Cultural de Belém: entrada do Museu Berardo

 

 

 

 

E um dos quadros mais valiosos - abstraccionista - de Piet Mondrian (1872-1944).

 

 

link do postPor temposnotempo, às 21:22  ver comentários (1) comentar

Não podia imaginar que passaria tanto tempo sem aparecer, mas a realidade é o que é!

 

Vou tentar que,desta  vezos problemas de falta de tempo limitem menos e o 3º período traga ao blogue o impulso que o 2º não lhe deu!

 

Vamos a uma boa novidade! A apresentação mundial, hoje, de uma Biblioteca Digital gigante!

 

     Transcrevo parte de um artigo do"Público" (de hoje):

 

Os destinatários desta BDM, disponível em sete línguas, são os estudantes, professores e o público em geral. Dantes, “a escola preparava os jovens para ir à biblioteca, mas, hoje, as bibliotecas tornaram-se digitais”, constata, citado pela AFP, o tunisino Abdelaziz Abid, coordenador deste projecto que, para já, reúne trinta bibliotecas de outros tantos países em todo o mundo (incluindo o Iraque, a Rússia, a China, o Uganda, o Egipto e o Brasil), mas que, até final do ano, quer duplicar os participantes.

O principal responsável por este projecto é James H. Billington, director da Biblioteca do Congresso Americano e ex-professor de História em Harvard. Foi ele que, em 2005, o propôs à UNESCO, assegurando que o espírito da nova biblioteca digital universal não seria “competir” mas complementar dois outros programas congéneres já existentes: o Google Book Search, também lançado em 2005 e que actualmente tem sete milhões de obras acessíveis ao publico; e a Europeana, uma biblioteca criada em Novembro do ano passado, que conheceu também um êxito inesperado e já disponibiliza 4,6 milhões de documentos – esperando chegar aos 10 milhões até 2010.

http://ultimahora.publico.clix.pt/noticia.aspx?id=1375717&idCanal=14

 

Espreitem e utilizem! Os europeus estão, entretanto, a caminhocom um projecto semelhante: a Europeana!

 

Em Portugal temos um projecto de âmbito nacional: a Biblioteca Nacional Digital

 

Resta saber se saberemos/poderemos aproveitar tais banhos de informação!

 

tags:
link do postPor temposnotempo, às 20:58  comentar

Abril 2009
D
S
T
Q
Q
S
S

1
2
3
4

5
6
7
8
9
10
11

12
13
14
15
16
17
18

19
20
22
23
24

26
27
28
29
30


Abril 2009
D
S
T
Q
Q
S
S

1
2
3
4

5
6
7
8
9
10
11

12
13
14
15
16
17
18

19
20
22
23
24

26
27
28
29
30


contador
subscrever feeds
blogs SAPO